top of page

O que ninguém conta sobre começar


Esses dias, enquanto viajava, comecei a pensar sobre minha trajetória como designer (tanto de moda quando de superfície) e vi como nossa profissão anda romantizada nos últimos tempos. É verdade que é sim uma delícia trabalhar com criatividade, ver um produto com seu design e ser contrato pra fazer o que você mais gosta.


Porém, algumas coisas ficaram martelando na minha cabeça. Coisas que ninguém me disse que iriam acontecer e que, de forma alguma, estava preparada pra elas quando comecei nessa jornada. Então, resolvi separar algumas coisas que não costumamos falar sobre e como você pode se preparar pra essa avalanche de emoções que é trabalhar com processos criativos.


Isso provavelmente vai acontecer - ou já aconteceu com você:

1. Você vai se questionar várias vezes e cada projeto que aceitar, se você é mesmo capaz de fazê-lo

2. Você não terá certeza se os arquivos estão corretos e se vai dar tudo certo na hora da impressão

3. Você vai conferir tudo mil vezes

4. Você não vai perguntar informações importantes pros clientes com medo de parecer idiota, incapaz ou estar incomodando

5. Você vai questionar sua originalidade

6. Você vai procurar ajuda no Google mas perceberá que não tem tempo suficiente para ler todos os artigos ou assistir todos os vídeos. O prazo está se esgotando

7. Você vai criar coragem e vai perguntar pra outro profissional que conheceu (mas nem tem muito contato) como você pode solucionar o seu problema. Ou você será ignorado, ou a resposta será vaga demais

8. Você vai esquecer de salvar o projeto e o programa vai travar, fazendo com que você perca tudo o que foi feito

9. Você vai entregar o projeto e ele vai voltar com mil e uma alterações

10. Você vai se arrepender de ter cobrado tão pouco


Bom, poderia listar mais uma centena de coisas que acontecem quando estamos começando e algumas que acontecem até hoje mas, realmente, são MUITAS situações. É absolutamente normal que isso aconteça e a verdade é que, não importa o quanto você esteja preparado, sempre terá uma situação nova na qual você não sabe o que fazer. Ta tudo bem! Você não precisa saber de tudo!


Pra te ajudar um pouquinho no início da sua carreira, vamos ver como você pode lidar ou se preparar pra essas 10 situações que te contei anteriormente. Lembrando que todas elas aconteceram comigo. TODAS!


Como se preparar e lidar com as mais diferentes situações:

1. Você sempre vai se questionar. É algo recorrente e absolutamente normal no meio criativo. Apenas lembre-se que você é sim capaz e que foi contratado porque acreditam em você.

2. Provavelmente você vai enviar alguma coisa errada. É inevitável. Seja honesto com seu contratante e peça que ele faça um teste antes da produção final. O passo 3 ajuda a minimizar problemas.

3. Você vai conferir tudo mil vezes. E vai continuar conferindo outras mil quando já for um profissional com experiência. Essa não da pra mudar.

4. Entenda que o cliente quer um trabalho bem feito e que atenda às expectativas. Ele não é um monstro que morde e, dificilmente, vai dificultar a troca de informações. Apenas evite mandar mensagens em horários inoportunos e tente juntar mais perguntas para fazer de uma só vez. Não existe pergunta idiota e você não é obrigado a adivinhar nada.

5. Assim como o item 1, é algo recorrente nos criativos. O livro "roube como um artista" pode te ajudar a usar referências e inspirações de forma coerente para minimizar essa sensação.

6. Assista a todos os vídeos que puder entre um projeto e outro, mas se precisar fazer uma consulta ao tio Google, lembre-se que vale a pena perder um tempinho para procurar a informação correta. Ah! Passa lá no canal que tenho ótimos vídeos pra te ajudar e são super rápidos!

7. A verdade é que nem todo mundo gosta de compartilhar seus conhecimentos e, de fato, não são obrigadas a fazê-lo - principalmente com pessoas que mal tem contato. Por tanto, fortaleça sua rede de contatos com outros profissionais. Mas faça isso de forma genuína.

8. Acontece sempre! Portanto, assim que criar um novo projeto salve. Fica mais fácil ir apertando ctrl S de minuto em minuto. Você também pode pregar um post it no monitor pra te lembrar. Faça disso um hábito!

9. É comum que os projetos sofram alterações ao longo da entrega. Portanto, cabe a você entender muito bem o briefing, perguntar tudo o que for necessário para desenvolvimento do trabalho e guiar os clientes mais indecisos.

10. Seu cliente precisa de você para executar esse trabalho. Assim como todos os outros elos dessa corrente, você tem o direito de receber um valor justo pelo seu trabalho. Não tenha medo de cobrar o valor correto e saiba como mostrar o quão valioso e agregador o seu trabalho será ao projeto. As vezes o seu cliente não paga bem porque ele não entende o quanto você é fundamental. Ah, uma diquinha básica: não cobre pouco porque você está começando. Quem paga R$100 hoje não vai pagar R$800 amanhã.


Com essas dicas você pode sentir um pouco de alívio na hora do desespero. É claro que é normal passar por essas situações e se sentir aflito por não saber como resolve-las mas é muito importante sempre se manter informado e atuante. A cada cliente ou projeto concluído você se sentirá um pouquinho mais confiante até se sentir seguro do trabalho.


Apenas tenha em mente que você é uma pessoa lidando com outra pessoa. Não precisa ter medo ou fazer com que o problema seja maior do que ele realmente é. Tudo tem solução!

248 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page